Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Polícia

Réus são condenados pela morte de Jhonstam Gumz, ocorrida em Jaraguá

Os dois acusados pela morte de Jhonstam Gumz, morto com um tiro no rosto em junho de 2016, no bairro Santo Antônio, foram julgados e condenados nesta terça-feira (11).

No banco dos réus estavam, Derli José Pedroso e Jhonison Fernando Rodrigues Fogaça, condenados a 16 e a 10 anos e oito meses de prisão, respectivamente em regime fechado.

Em outubro do ano passado, a dupla foi condenada a 16 e 10 anos de prisão, pelo mesmo crime, porém o julgamento foi anulado já que, não houve tempo hábil para a elaboração da defesa dos acusados.

O defensor Sidnei Gomes trabalhou com a tese que que Derli José Pedroso, agiu em legitima defesa, pois vinha sendo ameaçado pela vítima e que Fogaça não teve participação na morte de Gumz.

Jhonstam Gumz, na época com 26 anos, foi baleado na noite do dia 20 de junho de 2016, na rua José Vicenzi, no bairro Santo Antônio. A vítima ficou internada durante dias na UTI do Hospital São José em Jaraguá e foi transferida para a Fundação Hospitalar Rio Negrinho, onde morreu no dia 10 de julho. De acordo com a investigação, os dois acusados chegaram no local em duas motocicletas. Se passando por amigo da vítima, Derli pediu para chamar Jhonstam. Quando ele apareceu, o acusado sacou um revólver, atirou no rosto de Gumz e atingiu o olho da vítima.

1 / 3
Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/jornalismo/policia/reus-sao-condenados-pela-morte-de-jhonstam-gumz-ocorrida-em-jaragua

comentários

notícias relacionadas