Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Geral

Obesidade afeta a vida sexual masculina

O aumento da obesidade transformou o problema em uma verdadeira epidemia mundial. Dados atuais dão conta de que 700 milhões de pessoas ao redor do globo estão acima do peso

No Brasil, a briga com a balança atinge metade da população e o cenário também abre espaço para comorbidades, que acabam afetando a saúde, a longevidade e o bem-estar.

Uma delas, ainda ignorada pela maioria da pessoas é a impotência sexual masculina. Conforme pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) cerca de 83% dos homens maduros, ou seja, com idade entre 50 e 70 anos, não relacionam a obesidade à disfunção erétil e, entre os mais jovens, entre 18 e 22 anos, o número sobe para 89%. Quando perguntados sobre o motivo do problema, apenas 17% credita à obesidade, enquanto que 20% culpa o estresse e o excesso de trabalho.

O desconhecimento, segundo o médico urologista Raphael Lahr, prejudica ainda mais a saúde masculina, já que os cuidados são protelados. Ele explica que a gordura localizada, sobretudo na barriga, aumenta a produção de uma série de hormônios, entre eles, os estrogênios. “Essas alterações provocam mudanças significativas no organismo, como a baixa concentração de testosterona no sangue, ocasionando em uma série de desajustes fisiológicos, incluindo a temida diminuição da libido masculina”, aponta.

Hipogonadismo

Se não tratada a tempo, a disfunção erétil tende a se agravar. Isso porque, homens maduros produzem menos testosterona, consolidando uma condição chamada de hipogonadismo. Além do comprometimento da atividade sexual, a tendência é que sejam diagnosticadas também alterações nos ossos, na memória, nos músculos, no metabolismo e até mesmo no estado psicológico do paciente. “Com o avanço da idade, a função de produção de testosterona pelos testículos declina progressivamente. Não é raro encontrar casos de depressão relacionados a esse desequilíbrio hormonal”, relata.

A maneira mais eficiente de evitar e combater a queda da testosterona, segundo o médico, é manter uma vida saudável, com alimentação regular, prática de atividades físicas e controle do ganho de peso. “Estar obeso também pode desencadear doenças cardiovasculares e diabetes, além de prejudicar diretamente a qualidade de vida, com a sensação constante de perda de energia”, alerta.

Sobre o Uro Centro Jaraguá

O Uro Centro Jaraguá é especializado em cirurgia urológica minimamente invasiva. A equipe atende em todas as áreas da urologia abrangendo homens, mulheres e crianças, principalmente, em alterações genito-urinário. A clínica, inaugurada em julho de 2017, funciona no Centro de Jaraguá do Sul, no Norte Catarinense. Para outras informações, basta entrar em contato pelos telefones (47) 3084-0003 e (47) 99950-1531 ou acessar a fan page Uro Centro Jaraguá no Facebook.

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/jornalismo/geral/obesidade-afeta-a-vida-sexual-masculina

comentários

notícias relacionadas