Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Geral

Febre Amarela: vacinação ocorre na área rural do bairro Guamiranga, em Guaramirim

Equipe da Secretaria de Saúde irá visitar as casas da área rural e aplicar a vacina no sábado, das 9h às 16h30

Moradores da área rural do bairro Guaramiranga devem ficar atentos pois neste sábado (15), das 9h às 16h30, uma equipe do ESF do bairro estará visitando as casas para aplicar a vacina da febre amarela. A ação, que teve início no dia 1º no bairro Rio Branco, faz parte da Campanha contra Febre Amarela, realizada pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde de Guaramirim, destinada a pessoas de 9 meses a 59 anos de idade.

A aplicação na área rural e visitas às residências segue uma determinação do Ministério da Saúde e também está sendo feita em outros estados brasileiros onde a transmissão é considerada possível, principalmente para indivíduos não vacinados e que se expõem em áreas de mata, onde o vírus ocorre naturalmente.

A equipe especializada visita a casa do morador da zona rural, verifica a carteira de vacinação e aplica a vacina. Caso o morador não esteja em casa, ele receberá um comunicado para comparecer na unidade de saúde onde é cadastrado e realizar a imunização. Além do bairro Guamiranga, a vacinação também será realizada no dia 22 no Caixa D’Água e Bruderthal, e no dia 29 no Corticeira.

Quem deve tomar a vacina, com restrições

  • Pessoas acima de 60 anos deverão ser vacinadas somente se residirem ou forem se deslocar para áreas com transmissão ativa da febre amarela e que não tiverem alguma contraindicação para receber a vacina.
  • Gestantes (em qualquer período gestacional) e mulheres amamentando só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus (epizootias, casos humanos e vetores na área afetada) e que não tiverem alguma contraindicação para receber a vacina.
  • Mulheres amamentando devem suspender o aleitamento materno por 10 dias após a vacinação e procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fim de manter a produção do leite materno e garantir o retorno à lactação.
  • Pessoa vivendo com HIV/AIDS desde que não apresentem imunodeficiência grave (Contagem de LT-CD4+<200 células/mm3). Poderá ser utilizado o último exame de LT-CD4 (independente da data), desde que a carga viral atual (menos de seis meses) se mantenha indetectável.

Quem não deve tomar a vacina:

  • Pessoas com imunossupressão secundária à doença ou terapias.
  • Imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas).
  • Pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe).
  • Transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia.
  • Pessoas que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina.
  • Pessoas com reação alérgica grave ao ovo.
  • Pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma).

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/jornalismo/geral/febre-amarela-vacinacao-ocorre-na-area-rural-do-bairro-guamiranga-em-guaramirim

comentários

notícias relacionadas