Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Geral

Cultivo de pepinos é alternativa para antigos avicultores

Com o fechamento da Seara Alimentos, em dezembro de 2011, muitas famílias de agricultores de Jaraguá do Sul viram a principal fonte de renda acabar

O que para muitos foi motivo de desespero, para outro foi uma oportunidade de recomeçar. É o caso do Sidnei Kreutzfeld, de 36 anos, que passou de ferramenteiro para produtor de pepinos, após o pai fechar os aviários no Garibaldi.

Na época, quando entregava frangos, a família produzia cerca de 24 mil aves por lote a cada 60 dias. Hoje, produz cerca de 100 kg de pepinos por dia, ou cinco toneladas a cada safra de até três meses. Segundo o produtor ele recebe R$ 2,50 por kg e toda produção tem destino, a maioria para empresas de conservas.  

Marco Roberto Ropelatto, 42 anos, é produtor de pepino em Corupá, produz até 125 kg por dia. 

Já o agricultor Hilberto Geisler, de 69 anos, não produz pepinos, mas revende a produção em cidades próximas, por exemplo, Rio dos Cedros. 

Cerca de sete produtores que criavam frangos, agora produzem pepinos no bairro. Segundo o vereador Eugênio José Juraszeck, o bairro Garibaldi possui cerca de de mil produtores rurais que também plantam aipim, pupunha, produzem mel, melado, queijinho, criam tilapia e pôneis, além da produção de leite. 

JANICI DEMETRIO / SÉRGIO LUIZ

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/jornalismo/geral/cultivo-de-pepinos-e-alternativa-para-antigos-avicultores

comentários

notícias relacionadas