Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Geral

Chuva causa danos e deixa desabrigados em SC

Florianópolis registrou 400mm de chuva desde a segunda-feira, o maior volume no Estado.

A chuva que afeta o litoral de Santa Catarina, especialmente Florianópolis, já causou uma morte em São João Batista, na quarta-feira, uma outra morte na Capital, nesta quinta, e dois desaparecidos, um homem em Balneário Camboriú e outro em Florianópolis, além de causar danos materiais e deixar pessoas desalojadas. A prefeitura da Capital decretou situação de emergência e orienta os moradores a não saírem de casa.

Florianópolis registrou 400mm de chuva desde a segunda-feira — o maior volume no Estado. As principais rodovias estaduais que dão acesso ao norte, sul e leste da Ilha sofreram interdições por causa dos alagamentos. Polícia Militar Rodoviária, Defesa Civil, Bombeiros e Município atuam para amenizar os problemas de mobilidade. O transporte coletivo da cidade também foi afetado e funciona com 40% da capacidade. Além disso, o município está solicitando cancelamento dos eventos programados para esta quinta.

No final da manhã desta quinta-feira foi confirmada a morte de homem no bairro Itacorubi.  Valcioni Luiz da Silva, de 59 anos, ajudava a desentupir um bueiro quando teve um infarto, caiu, bateu de cabeça e foi arrastado pela enxurrada durante a manhã. No entanto, conforme a Defesa Civil municipal, em Florianópolis, a morte não será contabilizada no relatório de ocorrências das chuvas. Foi a própria família que informou que Silva faleceu por conta do infarto. Além disso, uma outra pessoa está desaparecida no Morro do Quilombo.

Há diversos registros de alagamentos e deslizamentos pela cidade. O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, decretou situação de emergência. Também disse que vai tentar buscar recursos com a União para os reparos imediatos.

Quem precisa de abrigo pode procurar os dois espaços disponíveis pela Prefeitura — a Escola Donícia Maria da Costa, no bairro Saco Grande, e a Passarela Nego Quirido, no Centro. Já os pedidos de ajuda devem ser direcionados para a Defesa Civil (199), os Bombeiros (193) ou a Polícia Militar (190).

Vale do Itajaí

A cidade mais afetada foi Penha, no Litoral Norte, onde 200 pessoas ficaram desalojadas, ou seja, tiveram que sair de suas casas e se instalar em vizinhos, amigos ou parentes.

Em Camboriú, Itajaí, Porto Belo e Balneário Camboriú, bombeiros e Defesa Civil registraram problemas principalmente com alagamentos em vias e residências. Os casos mais graves envolveram deslizamentos de terra e o desaparecimento de uma pessoa.

Região Norte

Em São Francisco do Sul a chuva causou alagamentos, deslizamentos e quedas de árvores e muro.  Segundo a Defesa Civil, foram registrados 146 milímetros de chuva em 12 horas. O número representa a média mensal prevista para São Francisco do Sul.

 

Fonte – Diário Catarinense

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/jornalismo/geral/chuva-causa-danos-e-deixa-desabrigados-em-sc

comentários

notícias relacionadas