Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Vamos Negociar

Quem é o seu povo?

Quantas vezes, nas rodas de conversa com amigos, ouvimos alguém comentar que tal lanchonete já não é mais a mesma. Eu já ouvi pessoas dizerem que na nossa cidade, lojas novas só duram alguns meses

O povo vai no início e depois nunca mais volta. Mas gente, afinal quem será esse “povo”? Qual razão de irem e não voltarem mais? Esse “povo” deve ser doido da pedra.

Na minha percepção o problema está justamente no povo, mas o povo não é o culpado. (desculpe a repetição) O responsável pelo fracasso é o empreendedor. Esse mesmo! O cara que teve a ideia de injetar uma grana e direcionar esforços e tempo para abrir um negócio sem antes entender quem será o seu “povo”.

Qualquer produto ou serviço é criado para atender alguma expectativa e esta nunca deve ser a necessidade de faturamento do investidor, isso deve ser a consequência. Se você está pensando em abrir uma empresa, antes de tudo, defina para quem você estará trabalhando. A quem você pretende servir e que carência desta pessoa você pretende atender. Não caia no erro de achar que consegue atender um público alvo amplo como homens e mulheres de classe A a D, com idade entre 18 e 80 anos. Os critérios para definição de público alvo são outros, sem falar que se você fizer isso, vai cair naquilo que chamamos no marketing de “vala comum” e não conseguirá se posicionar e o único diferencial acaba sendo o preço, o que é morte certa.

Procure entender bem o estilo de vida do seu público, quais diferenciais ele valoriza e quanto ele está disposto a pagar por eles. Quantos de nós queremos uma BMW? E quanto estamos dispostos a pagar? E temos esse recurso disponível? Responda estas três perguntas.

Antes de abrir seu empreendimento, treine sua equipe, convide pessoas críticas para experimentarem seu produto e avalie o feedback. Desconfie quando todos estão dizendo que tudo está perfeito, que não tem o que melhorar. Todos temos. Inclusive aqueles que já estão anos e anos no mercado que sabem da necessidade de se reinventar, sem perder a essência. Essa essência vale muito.

Autor Otávio Janecke - Publicitário e especialista em marketing de relacionamento com clientes, corretor de imóveis (Creci 30299).

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/blogs/vamos-negociar/quem-e-o-seu-povo

comentários

notícias relacionadas