Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Saúde Bucal

Você sabe o que são próteses fixas odontológicas?

A odontologia é uma área da saúde que nos últimos anos passou por um processo evolutivo muito significativo. Este processo aconteceu tanto pelo desenvolvimento de novas técnicas e procedimentos para se realizar um trabalho, quanto nos materiais disponíveis

           Infelizmente em um passado não tão distante, um dos métodos de tratamento mais recorrente se tratava de extrações dentárias. Com essas extrações, grande parte da população passou a sofrer pela ausência de um ou até mesmo todos os dentes.

           A única alternativa de tratamento para pacientes que sofriam com essas ausências era o uso de próteses removíveis. Essas próteses removíveis poderiam ser parciais também conhecidas como ponte móvel, para pacientes que perderam alguns dentes, ou próteses móveis totais conhecidas também como dentadura, que eram indicadas para pacientes que perderam todos os dentes, seja na região superior (parte de cima) ou na região inferior (parte de baixo).

           Dentro do grupo de próteses fixas, destacam-se as próteses sobre implantes por apresentar o seu comportamento semelhante ao dente natural, onde o paciente efetua todo o processo de higienização sem necessidade de remoção de seus dentes, além de apresentar maior retenção, segurança e maior estabilidade durante um bate papo com amigos e familiares. Também apresenta o benefício de maior conforto durante a mastigação, onde o paciente possui uma força mastigatória maior com esforço menor para triturar alimentos mais resistentes.

        Essas próteses fixas para pacientes que perderam todos os dentes, somente são possíveis através de um tratamento chamado implantes dentários. Esse tratamento é dividido em duas fases: A primeira consiste na instalação do implante ou seja, a nova raiz do paciente, e a segunda fase é onde após a instalação dos implantes são fixadas as próteses fixas, ou seja, o dente propriamente dito. Através então desse conjunto entre a união do implante com a prótese fixa, que é formado o novo dente que irá realizar as funções mastigatórias no local onde o dente ou até mesmo todos os dentes foram perdidos.

        Não existe um limite máximo de idade para que o paciente possa realizar um tratamento desde que o planejamento respeite as condições físicas e médicas de cada paciente individualmente. Isso significa que um paciente que usou próteses removíveis por trinta anos ou mais, tem condições de realizar o tratamento assim como um paciente que usa a cinco anos ou menos.

       É por esse motivo então que os implantes dentários estão entre os tratamentos mais procurados dentro da odontologia atualmente e tem devolvido sorrisos e autoestima de muitos pacientes. É realmente fantástico tanto para nós, profissionais da área odontológica, quanto para nossos pacientes, termos a possibilidade de devolver novamente a oportunidade de um sorriso natural através de dentes fixos.

 Dr. Gustavo Dagostim – CRO/SC 12.689

Cirurgião Dentista – Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial – Universidade Federal do Paraná(UFPR)

Especialista em Implantes Dentários (ZENITH)

Habilitado em Acupuntura na odontologia, Dor Orofacial e DTM (GAPEDOR)

Habilitado em uso de Toxina Botulínica terapêutica para tratamento de Desordens Orofaciais (ILAPEO)

 

Drª. Vanessa Mistura Dagostim CRO/SC12.833

Cirurgião Dentista – Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Clinica Geral & Prótese Dentária

 

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/blogs/saude-bucal/voce-sabe-o-que-sao-proteses-fixas-odontologicas

comentários

notícias relacionadas