Parece que você não possui a versão mais recente do Flash Player

Clássicas da Jaraguá

VIVALDI: O PADRE VERMELHO

Acompanhe Clássicas da Jaraguá, todos os domingos às 17h na Rádio Jaraguá.

Ouça o programa do dia 01/10/17

Vamos já esclarecer que o vermelho do título não tem nenhuma relação com inclinação política, mas com a cor do cabelo. Antônio Vivaldi (1678-1741) era ruivo e foi provavelmente o compositor mais famoso do período barroco.

Vivaldi nasceu numa família muito pobre e viu na formação sacerdotal a oportunidade de um estudo de qualidade. Logo seu talento musical aflorou. Ele chegou a ser ordenado padre, mas segundo contam as fofocas da época, numa missa no meio do ritual da transubstanciação (transformação do pão em corpo de Cristo) ele abandonou o altar para, na sacristia, anotar um tema para uma futura composição. Foi um escândalo!

Seus superiores perceberam que ele seria muito mais útil à Igreja compondo e ensinando música. Durante a maior parte de sua vida foi responsável pela Ospedale della Pietà de Veneza, uma espécie de orfanato e escola de música para meninas. Lá ele formou uma orquestra de grande qualidade artística. Todas as suas composições podiam ser continuamente testadas e aprimoradas.

Naquela época, as mulheres não podiam se apresentar nas missas. As moças da orquestra de Vivaldi tinham, contudo, autorização excepcional para tocar desde que escondidas atrás de um pano. A fama da sua orquestra correu o mundo e rapidamente esta se transformou numa atração turística de Veneza.

Após sua morte o gosto musical rapidamente mudou e sua obra foi totalmente esquecida. Passaram-se mais de 150 anos para o seu retorno ao repertório. Ainda no início do século XX o compositor russo Stravinsky desdenhava Vivaldi dizendo que ele tinha composto 400 vezes o mesmo concerto. À medida que o estudo de sua obra se aprofundava esta afirmação foi se tornando ridícula.

Vivaldi foi um compositor extremamente influente. O genial Bach conhecia e admirava sua obra. Muitas de suas composições foram publicadas em vida, fato raro na época. Ele criou algumas das peças mais amadas do público como, por exemplo, “As quatro estações”.

Fonte: http://www.jaraguaam.com.br/blogs/classicas-da-jaragua/vivaldi-o-padre-vermelho

comentários

notícias relacionadas